3

Santuário Sul

A terceira paragem do circuito situa-se na Praceta de Santo António, na entrada sul de acesso ao recinto do Santuário de Fátima.

 

O Recinto de Oração é uma ampla esplanada, ladeada por frondoso arvoredo a norte e a sul e circunscrita, nos topos nascente e poente, pela Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima e pela Basílica da Santíssima Trindade, respetivamente. Constitui-se como espaço convidativo à interioridade e à oração.

 

A história das Aparições
A 13 de Maio de 1917, três crianças apascentavam um pequeno rebanho na Cova da Iria, freguesia de Fátima, concelho de Vila Nova de Ourém, hoje diocese de Leiria-Fátima. Chamavam-se Lúcia de Jesus, de 10 anos, e Francisco e Jacinta Marto, seus primos, de 9 e 7 anos.

 

Por volta do meio-dia, depois de rezarem o terço, como habitualmente faziam, entretinham-se a construir uma pequena casa de pedras soltas, no local onde hoje se encontra a Basílica. De repente, viram uma luz brilhante; julgando ser um relâmpago, decidiram ir-se embora, mas, logo abaixo, outro clarão iluminou o espaço, e viram em cima de uma pequena azinheira (onde agora se encontra a Capelinha das Aparições), uma “Senhora mais brilhante que o sol”, de cujas mãos pendia um terço branco.

A Senhora disse aos três pastorinhos que era necessário rezar muito e convidou-os a voltarem à Cova da Iria durante mais cinco meses consecutivos, no dia 13 e àquela hora. As crianças assim fizeram, e nos dias 13 de Junho, Julho, Setembro e Outubro, a Senhora voltou a aparecer-lhes e a falar-lhes, na Cova da Iria. A 19 de Agosto, a aparição deu-se no sítio dos Valinhos, a uns 500 metros do lugar de Aljustrel, porque, no dia 13, as crianças tinham sido levadas pelo Administrador do Concelho, para Vila Nova de Ourém.

 

Na última aparição, a 13 de Outubro, estando presente cerca de 70.000 pessoas, a Senhora disse-lhes que era a “Senhora do Rosário” e que fizessem ali uma capela em Sua honra.

 

A Capela das Aparições – o “coração” do Santuário de Fátima
O pedestal, onde se encontra a Imagem de Nossa Senhora, marca o sítio exato onde estava a pequena azinheira (desaparecida devido à devoção dos primeiros peregrinos que a levaram, raminho a raminho), de um metro e pouco de altura, sobre a qual Nossa Senhora apareceu aos pastorinhos em 13 de Maio, Junho, Julho, Setembro e Outubro de 1917.

 

A construção da Capelinha foi a resposta ao pedido de Nossa Senhora “quero que façam aqui uma capela em minha honra”. Construída no local das aparições em 1919, de 28 de Abril a 15 de Junho. A primeira Missa foi ali celebrada no dia 13 de Outubro de 1921.

 

A capelinha, embora sujeita a ligeiras reparações no decorrer dos anos, mantém os traços de uma ermida popular.

 

Mais informações na página oficial do Santuário de Fátima: www.fatima.pt.

 

Créditos Fotográficos: ARPT Centro de Portugal.

Horário

Comboio de Fátima -

Tarifário

Comboio de Fátima -